terça-feira, 23 de agosto de 2016

2011

Percorrendo uma estrada
Vou ao seu encontro
E, como num conto,
A envolvo e lhe beijo
Matando o nosso desejo.

Que loucura,
Toda essa aventura
Que busco, ao pensar em você.
Talvez isso que eu sinta,
Eu não deva esquecer.

Só queria mais um tempo
Ao seu lado.
Mas ele voa e, então, eu tento
Não ficar parado.

Espero, muitas vezes, lhe encontrar,
Porque já tenho, por ti, um enorme carinho.
Vamos abrir uma garrafa de vinho
E uma noite toda nos amar?


2011.

Comente com o Facebook:

0 comentários: